Djokovic atropela Murray em três sets e conquista seu segundo Aberto da Austrália

O tenista sérvio Novak Djokovic, terceiro colocado no ranking mundial da ATP, não tomou conhecimento neste domingo do escocês Andy Murray, quinto, venceu por 3 sets a 0 e conquistou o Aberto da Austrália, primeiro Grand Slam da temporada 2011 do tênis. As parciais foram de 6-4, 6-2 e 6-3, após duas horas e 39 minutos de duelo.

Este é o segundo título de Grand Slam de Djokovic, que já havia vencido o mesmo Australian Open três anos atrás. Ele também já chegou a duas decisões de US Open, mas caiu em 2007 (para Roger Federer) e no ano passado (para Rafael Nadal). “Nole” vive o melhor momento da carreira e é o grande herói atual do esporte sérvio, tendo levado o país ao título da Copa Davis no fim de 2010.

A final desta manhã no Brasil, já noite em Melbourne, marcava a primeira decisão de Grand Slam em três anos sem a presença de Nadal ou Federer, os líderes do ranking e dominadores do tênis mundial. E era também a chance de um britânico, Murray, quebrar um gigantesco tabu. Desde 1936, com Fred Perry, a Grã-Bretanha não tem um tenista campeão de Grand Slam na chave de simples.

Djokovic e o troféu de campeão do Aberto da Austrália-2011

Djokovic e o troféu de campeão do Aberto da Austrália-2011

A seca continua. Murray, vice-campeão do US Open, em 2008, e na própria Austrália, ano passado, colecionou sua terceira derrota em decisões de majors. Foi também a quinta derrota em oito jogos no circuito profissional diante de Djokovic. Os dois tenistas têm 23 anos de idade (nascidos em maio de 1987) e se enfrentam desde os 13 em torneios pelo mundo.  

Hoje, o talento de Djokovic falou mais alto diante de um nervosíssimo e errático Murray. O primeiro set foi equilibrado, mas o sérvio sacou bem demais e não cedeu um break point sequer para o rival. Aproveitou um dos dois que teve, derrubou o saque de Murray e fechou em 6-4.

No segundo, Djokovic logo começou derrubando o serviço do escocês e abrindo vantagem. Murray ainda quebrou o saque de Djokovic pela primeira vez no jogo, mas foi apenas suficiente para evitar um pneu. O sérvio fechou em 6-2 e abriu 2 a 0.

No terceiro set, Djokovic quebrou duas vezes o saque de Murray logo no início, mas perdeu seus games de serviço na sequência, desperdiçando a chance de abrir vantagem. Foi no oitavo game que o sérvio conseguiu, pela sétima vez na partida, derrubar o saque rival. Servindo, fechou em 6-3 e comemorou.

Na campanha rumo ao segundo título em Melbourne, Djokovic perdeu apenas um set, para o croata Ivan Dodig, ainda na segunda rodada. Depois, contou com o abandono do compatriota Viktor Troicki na terceira rodada e aí acumulou vitórias contundentes por 3 a 0 sobre o espanhol Nicolás Almagro, o tcheco Tomas Berdych e o suíço Roger Federer.

Contra Murray, Djokovic colocou 67% dos primeiros saques em quadra e ganhou 70% dos pontos nessa situação. Conseguiu mais winners (26 a 21) e errou menos do que o rival (33 a 47).

Anúncios
Esse post foi publicado em Esportes. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s